Seção

Plugado dia e noite

Plugado dia e noite

Reportagem Raquel Ferreira
Jornal Gazeta Digital – Cuiabá/MT, 2008-07-20

A internet é uma das diversões favoritas dos jovens e adultos. A dedicação à navegação na rede costuma aumentar no período de férias quando os adolescentes têm mais tempo livre e não precisam ficar mergulhados nos livros ou frequentar as aulas.

Mesmo sendo mais liberada e frequente a presença dos jovens na internet durante o período de folga uma pesquisa do Ibope/NetRatings aponta que o tempo de navegação dos brasileiros aumentou 18,5% no primeiro mês de 2007 em comparação a janeiro de 2006. Os dados apontam que os usuários ativos de internet passaram três horas e 20 minutos a mais na web em relação ao começo do ano anterior.

Em média o internauta brasileiro passa online 21 horas 20 minutos navegando por mês. São consideradas usuários ativos as pessoas que acessam a rede ao menos uma vez por mês de casa. O recorde de tempo de navegação é de dezembro de 2006 – período de férias -, quando o internauta brasileiro passou nada menos que 21 horas e 39 minutos na média do mês.

A estudante do terceiro ano do ensino médio, Larissa Coqueiro, 17, revela que adora navegar na internet e tem se dedicado à prática mais nas férias porque está mais concentrada nos estudos no resto do ano. Ela pretende prestar vestibular para Direito. “Não tenho passado muito tempo online porque estava estudando e sempre tenho prova aos sábados. Nos últimos meses tenho ficado conectada cerca de duas horas por semana. Mas agora nas férias eu fico um tempão na internet, uma média de três horas ou mais por dia”.

O Orkut, sites de animês e vídeos são os locais mais frequentados pela estudante, que tem o hábito de “baixar” episódios de vídeos e assistir no computador. Embora goste bastante do mundo virtual ela garante que a internet não é a sua única fonte de entretenimento. “Estou de férias na casa dos meus tios e fazemos diversas coisas. Eu não fico o tempo todo no computador. Jogamos sinuca, truco ou saímos. Mas quando não tem nada pra fazer vou pra net, que acaba sendo minha última opção de diversão”.

A estudante Thaisa de Laura Silva Figueiredo, 16, é bem mais dedicada que Larissa. Ela garante que passa praticamente o dia inteiro – agora que está de férias – na internet. “Quando estou em período de aula fico em média duas horas por dia”. Os favoritos virtuais de Thaisa são o MSN, Orkut e jogos online, que às vezes, deixam a estudante acordada até mais tarde. Porém, ela garante que durante as aulas isso acontece somente de sábado para domingo, quando pode dormir até mais tarde no dia seguinte. O computador, segundo a estudante, também serve para auxiliar nos estudos. “Faço pesquisa na internet que uso nos trabalhos escolares”.

Outros países – A pesquisa do Ibope/NetRatings mostrou ainda que na França o tempo médio por internauta residencial é de 20 horas e 55 minutos. Os internautas dos Estados Unidos ficam cerca de 19 horas e 30 minutos, enquanto na Alemanha a dedicação é de 18 horas e 56 minutos, no Japão são 18 horas e 31 minutos e o Reino Unido, com 18 horas e 29 minutos, foram os países que mais se aproximaram do Brasil, entre os dez medidos com a mesma metodologia.

Fonte: Raquel Ferreira | Reporter do Jornal Gazeta Digital de Cuiabá/MT.
Entrevista publicada originalmente no Jornal Gazeta Digital no dia 20 julho 2008.
http://www.gazetadigital.com.br/materias.php?codigo=197800&codcaderno=18&GED=6104&GEDDATA=2008-07-21&UGID=7f8823ade414fd046a44cdf411eb3008

Salvar

Salvar

Top